img

ESPORTES

Vento nordeste e dia clássico marcam o início do 30º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina

Publicado em 08/02/2019
Divulgação/Assessoria de Imprensa
Vento nordeste e dia clássico marcam o início do 30º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina

? Jurerê nunca desaponta! Essa é uma frase que cabe perfeitamente para a raia da Sede Oceânica do Iate Clube de Santa Catarina.



Em mais um dia clássico de verão em Florianópolis, o vento nordeste soprou entre 8 e 12 nós e o primeiro dia do 30º Circuito Oceânico foi marcado pelas disputas das regatas de percurso longo para as classes ORC, IRC,C30, HPE-25, RGS A, RGS B, RGS Cruzeiro, Bico de Proa e Multicascos.

Valendo como primeira etapa do Campeonato Brasileiro da classe a quinta-feira teve como destaque a disputa entre os barcos C30. Comandados por Inácio Vandresen a tripulação do Zeus Team conquistou a vitória nas milhas finais chegando apenas nove segundos na frente do Katana/Portobello, ambos da flotilha do Iate Clube de Santa Catarina. Masserati Kaikias, Loyal TY 06 e Caballo Loco vieram na sequencia.

“Foi um dia onde velejamos de maneira perfeita”, comemora Inácio. “Uma regata bem disputada e definida no detalhe. A Classe C30 é extremamente competitiva e qualquer um dos cinco barcos pode sair daqui com o título. Agora vamos encarar as regatas barla-sota”, completa.

Por se tratar de umas principais competições de vela oceânica do país, o Circuito conta com presença de equipes com alto nível técnico. E é na classe ORC que a alguns deles se reúnem, como Samuel Albrecht, Jorge Zarif e João Bulhões. E em meio a tantas equipes de peso, quem mais se destacou nesta quinta-feira foi o Stand By My que aproveitou as condições para levar a melhor na regata. Após o tempo corrigido a tripulação do Rio Grande do Sul conquistou o primeiro lugar, seguido por Crioula, Catuana Kim, Itajaí Sailing Team, Ângela Star VI e Absoluto, respectivamente.

Assim como as classes ORC e C30, os barcos da categoria IRC cumpriram o maior percurso do dia com 42 milhas náuticas e quem levou a melhor foi o Inae /Transbrasa com o Argonauta 4 vindo logo atrás. Na classe HPE-25 a disputa também está reservada para duas embarcações e nesta quinta a vitória ficou com o AJX Força 12 com pequena margem sobre Arretado.

Emoção também na RGS Geral. Classe com o maior número de embarcações na disputa, a categoria teve sua primeira regata vencida pelo Vingador. A tripulação do Iate Clube de Santa Catarina levou a melhor sobre o Garrotilho por apenas 46 segundos em um embate acirrado e que deve se repetir ao longo dos próximos dias. Katana 2, Dona Bola, Caos Calmo e Sorelle completaram a classificação geral.  Na RGS Cruzeiro deu Astral, seguido por Blade Runner, Vento Solar e Quival. Na Bico de Proa a liderança é do Harmonia e na Multicascos o Maré XX está na frente.