GERAL

Governo afirma que situação das chuvas na Grande Florianópolis está controlada

Publicado em 12/01/2018 - 13:03:07

O vice-governador Eduardo Moreira avaliou, nesta sexta-feira, 12, os problemas decorrentes da enxurrada que atingiu Florianópolis na quinta-feira, 11.


Governo afirma que situação das chuvas na Grande Florianópolis está controlada

“A situação está controlada. As estradas estão transitáveis, não faltam água e energia e os sistemas de segurança e saúde estão todos funcionando normalmente. As instituições estaduais estão presentes e atuantes em todas os municípios atingidos”, afirmou Eduardo Moreira em reunião com o secretário de nacional da Defesa Civil, Newton Rambow  e estadual Rodrigo Moratelli,  prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, presidente da Casan, Valter Galina, representantes da Celesc, senadores e deputados federais. 

Em Santa Catarina, de acordo com Moratelli, além de Florianópolis, outros 20 municípios registraram grandes volumes de chuva em 48 horas de monitoramento até as 8 horas de quinta-feira. Entre eles, Governador Celso Ramos (241mm), Palhoça (217mm), São José (216mm), Antônio Carlos (181mm), Penha (180mm), Itapema (176mm), Biguaçu (167mm), Navegantes (166mm) e São Francisco do Sul (154). Além de participar dos trabalhos de recuperação das áreas atingidas, a Defesa Civil acelerará as homologações dos decretos de emergência para agilizar a liberação de recursos federais destinados a estes casos, assegurou Moratelli.

Na madrugada de quinta-feira, informou a Epagri/ Ciram, foram registrados totais elevados de precipitação em torno de 200mm em Florianópolis, sendo cerca de 150mm (chuva esperada para o mês inteiro) em apenas 3 horas, no início da madrugada. Esses totais elevados foram registrados nas áreas do centro-norte da Ilha de Santa Catarina, nas estações dos bairros Itacorubi e de Carijós.

A chuva persistente dos últimos dias já acumulou, em 61 horas, totais entre 300 mm e 400 mm nessa região, mais que o dobro do esperado para janeiro. Essa chuva esteve associada ao fluxo de umidade proveniente da Amazônia, do oceano e a um vórtice ciclônico entre o litoral do RIo Grande do Sul e Santa Catarina.

Esse não foi o único caso de valores extremos de chuva em Florianópolis, para se ter uma ideia o recorde absoluto de 24h é de 404,8 mm na estação meteorológica de São José, no dia 15/11/1991, e 250mm em Florianópolis, no dia 4/2/2001. Os casos de chuva mais intensa normalmente ocorrem no verão. Na maior parte do Estado, os totais de chuva entre terça e quinta-feira ficaram entre 40mm e 80mm. Valores acima de 100mm ocorreram no Litoral, entre Imbituba e Litoral Norte.

Eduardo Moreira lembrou que o governador Raimundo Colombo, já autorizou o repasse de R$ 3 milhões à prefeitura de Florianópolis para reparos emergenciais. “São recursos a fundo perdido, para ajudar na retomada da normalidade o mais rápido possível”, salientou. De acordo com o prefeito Gean Loureiro, 200 ruas foram danificadas pela forte chuva na Capital. Problemas em outras 50 ruas no bairro Campeche (região Sul), segunda área mais atingida além do Norte da Ilha, ainda estão sendo levantados. 









Procurando algum produto ou serviço?


Publicidade











Cadastre-se

(c) 1998-2017
Portal da Ilha Comunicação Digital Ltda.

Florianópolis - Santa Catarina - Brasil

Plataforma proprietária de gestão