img



ESPORTES

Atletas do Trail Run encaram o desafio de correr na Floresta Amazônica neste fim de semana

Publicado em 04/06/2024


Arquivo Pessoal/Felipe da Siva
Atletas do Trail Run encaram o desafio de correr na Floresta Amazônica neste fim de semana



Tudo pronto para o Mountain Do Selva Amazônica no Amapá

Atletas de vinte estados do Brasil estão prontos para encarar neste fim de semana, uma das maiores aventuras do mundo trail run. O Mountain Do Selva Amazônica terá sua primeira edição e escolheu o estado do Amapá para realizar o evento que une esporte, cultura, segurança, entretenimento e consciência ambiental.

A experiência única em meio à rica fauna e flora da maior floresta tropical do mundo, testará a força, resistência e os limites de 520 corredores, nos dias 8 e 9 de junho. Eles vão desbravar as trilhas desafiadoras em percursos de 9km, 21km, 42km e 63km.

A ultramaratonista Letícia Saltori está na seleta lista dos 50 atletas que vão encarar 42km no sábado e 21km no domingo, completando o Desafio 63km do Mountain Do Selva Amazônica. Com vários títulos, e uma longa experiência em competições nacionais e internacionais em diversos terrenos e climas, a paranaense confessa que mesmo acostumada com acúmulo de volume e intervalos pequenos entre uma prova e outra, será um grande desafio correr na Floresta Amazônica, no Amapá, principalmente por causa do clima e dos cuidados além com a hidratação.

“Será uma experiência inédita. Não vejo a hora de encarar a Selva, principalmente por conhecer um lugar que já era parte de um sonho, que poderei realizar ao lado do meu marido (Marco Aurélio Piazza). O Mountain Do faz parte da nossa trajetória, primeiro com o Deserto do Atacama e agora essa estreia na Floresta Amazônica. Não tenho dúvidas que será sucesso é uma experiência incrível”, comenta empolgada Letícia pela oportunidade de participar da prova.

A escolha pelo Amapá

O Mountain Do é uma marca brasileira, que nasceu em Florianópolis (SC), especializada nos desafios mais extremos pelo mundo, com edições realizadas em 12 países. Há 21 anos organizando provas em desertos, na altitude e na neve, a inédita prova para desbravar a Floresta Amazônica surgiu a partir de um convite do governo do Amapá.

“Nós temos apostado em eventos como este, que unem o esporte e o turismo, porque são uma forte atividade econômica para o Amapá, respeitando sobretudo a floresta em pé”, afirma Clécio Luís, governador do Amapá.

O vice-governador, Teles Júnior, diz ainda que apoiar o Mountain Do é uma estratégia para atrair novos negócios, turistas, e para que o Amapá possa ter visibilidade nacional em diversas áreas esportivas, culturais e turísticas. Além de receber os atletas ao lado do governador, Clécio Luís, o vice Teles Júnior correrá os 9km da prova, no domingo.

“O Mountain Do escolheu o local que melhor representa a Amazônia brasileira, por ser a região mais bem preservada da floresta: o Amapá. E eu vou encarar esse circuito desafiador”, completa o vice-governador.

Desafios da Floresta Amazônica

Correr na Floresta Amazônica exige equilíbrio, agilidade e força. O percurso é praticamente plano, mas os atletas encontrarão muitas subidas e descidas, entre trilhas, estrada de chão e passagem por igarapés, que são pequenos riachos com água limpa, o que exige mais atenção. Será uma experiência desafiadora, mas acessível.

“Em vários trechos os atletas vão conseguir imprimir um ritmo bacana de corrida, mas em alguns momentos do percurso terão desvios pequenos. As trilhas e picadas foram abertas por mateiros, e a equipe do Mountain Do reforçou a limpeza para receber a prova. Para correr num terreno variado, é preciso ter um tênis especial para trilhas, com pequenas travas que ajudam na aderência”, comenta Kiko dos Santos, diretor técnico do Mountain Do.

Considerando que esta é uma época de chuvas no norte do país, além da alta umidade na floresta, os atletas vão enfrentar muito calor, com temperaturas previstas para oscilarem entre 24 e 28 graus.  Por isso, a hidratação é ainda mais fundamental. Os postos de hidratação serão a cada cinco quilômetros, mas a recomendação é que os atletas levem mochila ou colete de hidratação, com no mínimo 1 litro de água, e reposição de eletrolíticos, além de carboidratos para garantir a energia até cruzar a linha de chegada.

Com uma biodiversidade incrível, outro obstáculo que os corredores vão ter que encarar na Floresta Amazônica é a quantidade de mosquitos. “O ideal é usar blusa de manga longa com tecido respirável, calças ou bermudas com meias até os joelhos, bandana e boné para se proteger. Além disso, caprichar no uso do repelente e protetor solar, e nada de ficar muito tempo parado durante a prova”, recomenda Kiko.

A organização do Mountain Do Selva Amazônica conta com a parceria do Exército Brasileiro e profissionais locais altamente qualificados e habilitados para atuar em meio à Floresta, oferecendo suporte imediato e rápido resgate, caso seja necessário, para garantir o bem-estar de todos os envolvidos

Programação

Na sexta-feira, 07 de junho, às 11 horas, a prova será oficialmente lançada em uma cerimônia no Palácio do Governo para convidados, com a presença do Governador Clécio Luís, e do vice-governador Teles Júnior. Já das 13h às 15h, na Fortaleza de São José do Macapá, será a retirada dos kits, para os 100 atletas que correrão os 21km e 42km no sábado.

A prova que marca o início do desafio, será na Fazenda Globo, que fica na pequena cidade de Porto Grande, a 108 quilômetros da capital Amapá. O grupo ficará em acantonamento em uma comunidade local e a largada no dia 08 de junho será às 7h15 da manhã.

O treinador de corrida e profissional de Educação Física, Felipe Costa da Silva, está na expectativa para chegar ao Amapá. O catarinense está acostumado a correr provas de montanha e trilhas, mas conta que até agora não teve uma experiência que se compare à Selva Amazônica.

“Sempre tive vontade de conhecer uma parte da selva, ainda mais correndo que é a minha paixão. Moro no Sul, e agora estamos num período de temperaturas mais baixas, então sei que os maiores desafios serão o calor e a umidade. Estou muito animado com a oportunidade de vivenciar os dois dias de prova, com percursos diferentes e ter a experiência de dormir na comunidade e conhecer a cultura da região”, destaca o ultramaratonista.

No domingo, o seleto grupo de 100 atletas, volta às trilhas para fechar os desafios 63km e 42km. Outros 420 atletas desbravarão os percursos de 9km e 21km em uma área de manejo sustentável, com bosques e trilhas, na Fazenda Andina, localizada a 28km do centro de Macapá. A largada será às 7h15 da manhã.

Kit da prova e Premiação

O kit da prova inclui itens essenciais para a aventura e experiência única de conexão com a natureza: porta-número com pochete e apito para os atletas dos 63km e 42km, número de peito com chip de cronometragem, mochila ultraleve e resistente à água, toalha, camiseta Dry Fit, bandana, squeeze, boné especial para a selva e seguro atleta. Após a prova, todos receberão o tão desejado medalhão Mountain Do Selva Amazônica.

Os dois dias intensos, desbravando as trilhas de um ambiente selvagem e imersos na cultura amazônica, serão comemorados no fim da tarde de domingo, a partir das 18h15 no Trapiche do Rio Amazonas, em frente ao Hotel do Forte com premiação e um show.

Todos os participantes dos 63km e 42km, receberão troféus. Já os campeões dos 63km e 42km serão coroados como o Rei e a Rainha da Selva, na soma dos tempos das provas.

Nos 21km serão premiados os três primeiros colocados na geral, além dos três melhores por categoria na faixa etária. Nos 9km, os cinco primeiros masculino e feminino receberão troféus.

Sobre o Mountain Do

O Mountain Do é pioneiro no trail running no Brasil, e se tornou uma referência neste universo da corrida. Teve sua primeira edição em 2003 em Florianópolis/SC, com a modalidade de revezamento em equipes. Em 2010 o Mountain Do expandiu suas etapas para diversas cidades do Brasil.

Em 2012 ultrapassou as fronteiras continentais chegando ao Deserto de Atacama (Chile), e nos anos posteriores iniciou sua trajetória na Patagônia Argentina com o Mountain Do Fim do Mundo no Ushuaia (2014), no Peru, com o Mountain Do Vale Sagrado dos Incas (2016), no Marrocos com o Mountain Do Deserto do Saara (2017), e mais recentemente chegou aos Alpes Europeus, com o Mountain Do Explorer Mont Blanc.

Em 21 anos de corrida, o Mountain Do já realizou mais de 90 corridas, e reuniu mais de 70 mil atletas de vários países. Uma jornada que continua colecionando experiências pelo mundo, proporcionando histórias inesquecíveis na corrida, sempre desafiando limites e explorando novos horizontes.

Mais informações: https://mountaindo.com.br/trail-run/mountain-do-selva-amazonica/

Conheça um trecho do percurso do Mountain Do Selva Amazônica: https://www.instagram.com/reel/C6MsX8TOPG2/?igsh=NXY5MjV2OTZ0ejhq


Divulgação/Mountain Do
Atletas do Trail Run encaram o desafio de correr na Floresta Amazônica neste fim de semana



Divulgação/Mountain Do
Atletas do Trail Run encaram o desafio de correr na Floresta Amazônica neste fim de semana










Shopping








Leia também ...



















Aqui tem mais notícias para você ler ...