img



CIDADES

Cursos capacitam 40 mulheres que participam de projeto-piloto em São José

Publicado em 20/11/2023


Fotos: Divulgação PMSJ
Cursos capacitam 40 mulheres que participam de projeto-piloto em São José



Após capacitação técnica elas vão expor e comercializar seus produtos em feiras do Município

As quarenta mulheres atendidas pelos cinco Cras (Centro de Referência de Assistência Social) do Município, que estão participando de um projeto-piloto, desenvolvido pelas secretarias de Assistência Social e da Cultura e Turismo da Prefeitura de São José, participam nesta semana de três cursos de empreendedorismo. Os cursos as capacita para produzirem seus artesanatos ou projetos que depois serão expostos e comercializados na tradicional Feira da Freguesia, realizada no centro histórico, no mês de dezembro.

Os cursos serão ministrados por voluntários da Junior Achievement, uma organização de educação prática em empreendedorismo e do Senac.  As coordenadoras do projeto, Karen dos Santos, Talissa Palma Müller e Sandra Gomes Ferreira, explicam que o objetivo central é dar autonomia à essas mulheres que são acompanhadas pelos Cras, dentro do contexto da economia solidária, capacitando, oportunizando uma renda financeira a elas.

A economia solidária é uma prática econômica que se baseia em princípios de autogestão, cooperação, solidariedade, relações igualitárias, democracia, autonomia, distribuição equitativa de riquezas e sustentabilidade. Denominado de “Economia Solidária e a Proteção Social Básica – desenvolvendo a autonomia de famílias em situação de vulnerabilidade social”, o projeto, segundo suas idealizadoras, tem como meta em 2024 ser transformado num programa municipal permanente, atendendo mais mulheres integrantes dos Cras, proporcionando a elas essa autonomia, por meio da produção do que elas mesmo fazem e comercializam.

Karen diz que após a identificação das mulheres nos Cras foi iniciado um ciclo de capacitação, com palestras e visitas técnicas ao programa Hortas Solidárias, que também se caracteriza como prática da economia solidária. Ainda serão promovidos dois encontros com uma voluntária da Junior Achievement, uma organização de educação prática em empreendedorismo e as mulheres irão receber orientação do Senac neste mês de novembro.

“A gente está dando esse incentivo, mas a intenção é que elas possam depois serem totalmente autônomas e daqui a pouco estarem participando como expositoras individuais da Feira da Freguesia ou da Feira do Empreendedor, que São José também promove. E o melhor de tudo, essa mulher tendo autonomia, esse sentido empoderado, vai se desvincular dessa vulnerabilidade e da necessidade de atendimento de programas sociais”, ressalta Karen.

Talissa também enaltece a importância do projeto. “Tudo isso visa fortalecer e empoderar as mulheres, que é um público que está sempre em situação de mais vulnerabilidade em questão de renda, que são chefes de família e não conseguem ingressar no mercado do trabalho. Trabalhar com essa população visando todos os princípios da economia solidária e ter um espaço na feira é um momento importante para elas se verem como produtoras e feirantes”. Estão envolvidas neste projeto mulheres que são atendidas pelos Cras de Areias, Colônia Santana, Forquilhinha, Ipiranga e Zanellato.

Programação:

21/11 (terça), 14h – Local de encontro: Cati- Temática: 1º encontro do curso “Mulheres empreendedoras” – Facilitadora: voluntária Junior Achievment:

22/11 (quarta), 14h – Local de encontro: Ipiranga – Temática: 2º encontro do curso “Mulheres empreendedoras” – Facilitadora: voluntária Junior Achievment:

24/11 (sexta), às 14h – Local de encontro: Cati – Temática: “Desenvolvimento de marca – Facilitador”: profissional Senac.

 



Com informações de ASCOM/PMSJ








Shopping







Leia também ...



















Aqui tem mais notícias para você ler ...