VIDEOS




Psiquiatra Julia Trindade explica que a raiva é motivo de muitos casos de feminicídio

Os casos de feminicídio só aumentam. Ao invés do número cair com a divulgação de tantos casos em Florianópolis, Santa Catarina, no Brasil e pelo mundo, a situação parece perder o rumo. Os números, as agressões e as vítimas só crescem. Segundo a psiquiatra Julia Trindade, na maioria dos casos a raiva é o principal motivo dessas ocorrências. “A raiva funciona como um mecanismo de autodefesa que o cérebro dispara ao detectar o que acredita ser um perigo. Isso nos indica que sentir raiva não é algo ruim para o corpo, mas o que fazemos quando estamos com raiva é o que se precisa ficar atento”, alerta.

Publicado em 19/01/2019