img

ARTIGOS

O triunfo de Ti Ti Ti

Publicado em 28/02/2011

O triunfo de Ti Ti Ti

No final de 2009, quando a Rede Globo anunciou oficialmente estar produzindo um remake-fus?o das novelas Plumas e Paet?s e Ti Ti Ti para ocupar o horário das sete da emissora, o público torceu o bico. A releitura das obras do genial Cassiano Gabus Mendes, sucessos na primeira metade da década de 1980, foram para as m?os da experiente dramaturga Maria Adelaide Amaral com a dura miss?o de resgatar a audi?ncia em queda vertiginosa devido ?s grandes porcarias que vinham ilustrando o horário e com a tarefa de reconstruir os legendários estilistas Victor Valentim e Jacques Leclair e todas as minuciosas e importantíssimas tramas paralelas, marca registrada do gigante Cassiano.


 

Apesar da preconceituosa repulsa inicial, tão logo estreou, em julho de 2010, Ti Ti Ti triunfou, conquistando crítica e público. Sem meios termos, abriu as cortinas com ar de novelão. Tramas bem orquestradas e desenvolvidas, no melhor estilo folhetim, desenhando uma nova roupagem para antigos personagens que povoam o inconsciente de nossas predileções e fantasias. Isso sem falar na impecável direção de Jorge Fernando e na fotografia, figurinos e seleção de atores. Até a luz de cada cena parece ser milimetricamente calculada para adequar-se ao horário das sete, uma transição entre o movimento do dia e a preparação para a paz noturna. Mínimos detalhes para máximos resultados: uma matemática quase infalível.

Maria Adelaide Amaral, reconhecida por bons trabalhos na TV, revelou-se a grande dama da teledramaturgia de seu tempo. Com maestria, realocou as personagens, refez suas trajetórias, modernizou o discurso e marcou um golaço. Para aqueles que não conheciam as tramas, deixará a marca de uma excelente novela, instigando uma curiosidade histórica pelo trabalho de Cassiano Gabus Mendes. Às gerações que tiveram o prazer o assistir as obras na década de 1980, a autora deixa um sabor de incrível déjà vu, costurado com as linhas dos novos tempos. Um trabalho sensacional que consolidou o sucesso, abocanhou uma audiência crescente e chegou a desbancar, pela primeira vez na história recente, duas novelas das nove, o dito “horário nobre”.

Mas o triunfo de Ti Ti Ti passa diretamente pela qualidade de seu elenco. De experientes atores, laureados por veias dramáticas, cômicas ou até tragicômicas, a jovens tão belos quanto talentosos, a novela das sete produziu um feito notável: distribui equitativamente o protagonismo das tramas. Em tempos de amplo domínio de Narciso, que acha feio tudo que não é espelho, uma novela que faz de seus coadjuvantes os grandes protagonistas é digna não apenas de nota enciclopédica, mas de forte reverência ao conjunto da obra. Ou melhor, das obras.

Se a grande maioria já conhece a versatilidade que fazem de Murilo Benício o melhor ator de sua geração, fomos levados à lona pela habilidade de Caio Castro e Ísis Valverde, cuja trama rende um dos assuntos mais comentados da internet brasileira há meses. E se as apostas em nomes que sempre dão certo, como Christiane Torloni e Malu Mader, pareciam opções conservadoras, a ascensão plena e delicada do romance homossexual entre os personagens de André Arteche e Armando Babaioff, emoldurados pelas talentosas Cláudia Raia e Giulia Gam, cria uma “jurisprudência” para a temática na TV e prova que há espaço para todas as tribos nas telenovelas. É apenas uma questão de saber como conduzir as tramas.

Enquanto veteranas como Regina Braga e Nicette Bruno dão ar de plumas em participações especialíssimas, o jovem Rodrigo Lopéz, tal qual um paetê, reluz ao lado de uma Elizangela cada vez melhor. E se as décadas de profissão dão a Mauro Mendonça a dimensão exata de seu personagem, surge uma talentosa Guilhermina Guinle para acertar em cheio na construção de sua atormentada vilã. É exatamente a qualidade na mescla de tecidos tão díspares que faz de Ti Ti Ti um grande e inesquecível sucesso. Ainda assim, na mítica popular, Victor Valentim e Jacques Leclair permanecerão, para sempre, nos domínios de Luís Gustavo e Reginaldo Faria, tão brilhantes quanto insuperáveis nos idos anos de 1980.

Há equívocos em Ti Ti Ti? Há sim. Apesar de poucos, eles existem. O mais cruel deles é o erro de tom na interpretação de Alexandre Borges em seus personagens Jacques Leclair e André Spina. Enquanto André, o ator é perfeito, na medida ideal. Mas quando assume a face de Jacques, Alexandre Borges desequilibra e sobe um tom na interpretação, deixando o costureiro com cara de caricatura mal feita: nem é assertivo, nem tanto faz rir. E pastelão por pastelão, Cláudia Raia é prova inconteste de que é possível ser grandiloquente e teatral sem colocar em risco a comicidade televisiva. A atriz, mais bonita do que nunca, brilha absoluta ao dar vida à sua Jaqueline Maldonado.

No entanto, até as nuances mais desequilibradas de Jacques Leclair acabam fazendo parte do espetáculo. Ti Ti Ti é um folhetim que não tem nenhum compromisso com a realidade, com as pesquisas de opinião ou com o politicamente correto. É apenas uma novela. E, por isso, um retumbante sucesso. Uma lição que deve ser absorvida pela Rede Globo, que tem derrapado feio na escolha das tramas nos últimos cinco anos e vem dando demasiada atenção às pesquisas com uma minoria consultiva ultraconservadora. Na plateia, o público telespectador ainda é o soberano da crítica final. E no cerrar das cortinas, Ti Ti Ti merece todos os aplausos. De pé.


HELDER CALDEIRA*
Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista www.magnumpalestras.com.br ? heldercaldeira@estadao.com.br
*Autor dos livros ?Bravatas, Gravatas e Mamatas?, ?Pareidolia Política? e ?A Primeira Presidenta?, o primeiro livro publicado no Brasil sobre Dilma Rousseff, lançados pela Editora AlphaGrafics (www.agbook.com.br).





Glédson é o goleiro do Avaí com maior minutagem sem sofrer gols desde a fundação da Ressacada

18/01 | Esportes
Atleta ficou 834 minutos sem tomar um gol no Campeonato Catarinense de 2021

Hélio Bentes, vocalista da Ponto de Equilíbrio, faz show na Barra da Lagoa em Florianópolis

18/01 | Diversao
Show será nesta sexta-feira, 21, na arena de shows do restaurante Vereda Tropical, na Barra da Lagoa

Polícia Civil recupera cinco veículos roubados em Joinville

18/01 | Policia
Cinco veículos roubados que estavam escondidos foram localizados e apreendidos pela Polícia Civil, em Joinville. As ações foram da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville e ocorreram nos últimos dias, no município.

Pesquisadores de SC ajudam a construir primeira lista de fungos ameaçados do país

18/01 | Geral
Das 30 espécies ameaçadas, 10 podem ser encontradas no Parque Nacional de São Joaquim

Ação vai apurar se homem furou quarentena mesmo após suspeita de contágio pela Covid19 em Florianópolis

18/01 | Geral
O caso aconteceu em abril de 2020, no estágio inicial da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) em Santa Catarina.

Museu da Imagem e do Som de SC recebe exposição fotográfica Olhares Catarinenses

18/01 | Cultura
A partir desta quinta-feira, 19, o espaço poderá ser visitado das 10h às 21h, com entrada gratuita.

Confira dados do boletim Epidemiológico da Covid19 em SC

18/01 | Geral
Até esta segunda-feira, 17, o boletim registrou 20.284 óbitos causados pela Covid-19. A taxa de letalidade é de 1,55%.

Cães de raça são resgatados de cativeiro clandestino em SC

18/01 | Comunidade
Os animais conviviam com as próprias fezes e alguns estavam amarrados

Bombeiros retomam buscas por jovem de 14 anos que se afogou no Lago da Pedreira, em São José

18/01 | Geral
Equipes de mergulho do Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros realizam buscas neste momento.

Pais devem redobrar atenção na compra de materiais escolares, diz Inmetro

18/01 | Economia
Quando comprar, exija a nota fiscal

Biguaçu amplia vacinação para crianças de 10 e 11 anos sem comorbidades

18/01 | Saude
A Secretaria Municipal de Saúde liberou as doses da vacina pediátrica também para meninos e meninas de 10 e 11 anos sem comorbidades.

Jovem de 14 anos se afoga e desaparece no Lago da Pedreira na Grande Florianópolis

17/01 | Geral
Equipes de mergulho do Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros realizam buscas neste momento.

w="300" h="250">