img

GERAL

Primeiro relatório de balneabilidade de 2019 é divulgado pelo IMA

Publicado em 11/01/2019 - 13:28:37

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) divulgou o primeiro relatório de balneabilidade de 2019.


James Tavares/Secom Gov
Primeiro relatório de balneabilidade de 2019 é divulgado pelo IMA

De acordo com as coletas e análises, realizadas de 02 a 04 de janeiro, 72,4% dos pontos analisados estão próprios para banho no litoral catarinense.

O IMA realiza o monitoramento da qualidade da água do mar para o banho humano em 214 pontos dos 500 quilômetros da costa catarinense, confrontando a concentração de contaminantes com os limites previstos na legislação e normas técnicas. Os resultados são divulgados e podem ser acessados no website e no aplicativo Praias SC, disponível para o sistema Android.

Em Florianópolis, 76,2% dos pontos analisados estão adequados para banho. No restante do litoral, em 101 locais dos 144 averiguados recomenda-se o mergulho, o que corresponde a 70,1%. Em relação ao resultado anterior, lançado no dia 28 de dezembro, sete pontos passaram da condição de impróprio para próprio e 17 de próprio para impróprio.

Os ensaios são efetuados nos municípios de Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Balneário Piçarras, Porto Belo e São José.

O IMA alerta para o cuidado dos banhistas ao entrar no mar quando transcorridas 24 horas de chuvas torrenciais. População e visitantes não devem se banhar em saídas de rios, de riachos e galerias pluviais. Além disso, o IMA chama a atenção para a situação das placas. Algumas, especialmente durante a alta temporada, são retiradas, danificadas ou vandalizadas. Dessa forma, a recomendação é que os usuários acessem o site http://balneabilidade.ima.sc.gov.br para se informar sobre a condição das praias catarinenses.



Com informações de AGENCIA ALESC