Ao Vivo

Torneio Basquete 3x3 ao vivo do Jurerê Sport Center em Florianópolis

GoFind mostra produto inovador no RD Summit 2018

Camilo Coutinho fala sobre otimização de vídeos no RD Summit 2018

MOVTI Cloud Solutions e Assetify participam do RD Summit 2018 em Florianópolis

img

ESPORTES

Gabriel Medina é o campeão do Surf Ranch Pro

Publicado em 11/09/2018 - 00:12:01

O Brasil segue fazendo história com mais um feito inédito no World Surf League Championship Tour 2018. Filipe Toledo ficou em segundo lugar na segunda vitória seguida de Medina e a sétima do Brasil nas oito etapas do World Surf League Championship Tour 2018 completadas na Califórnia.


@WSL / Kelly Cestari
Gabriel Medina é o campeão do Surf Ranch Pro

Filipe e Medina


Os brasileiros comandaram o show na primeira etapa disputada nas ondas perfeitas criadas por Kelly Slater em Lemoore, no deserto da Califórnia. Gabriel Medina foi o campeão do Surf Ranch Pro e Filipe Toledo ficou em segundo lugar na sétima vitória brasileira consecutiva nas oito etapas da temporada. Foi a segunda seguida de Medina, que diminui a vantagem de Filipe na briga pelo título mundial e agora vem as duas provas da “perna europeia” que ele venceu no ano passado, em outubro na França e em Portugal.

“Foi incrível ganhar de novo, especialmente aqui no Surf Ranch, nesse evento com um formato diferente, muito legal, e também foi bom para ficar mais perto do Filipe (Toledo)”, disse Gabriel Medina. “O Filipe é muito perigoso, provavelmente o melhor no Surf Ranch, por isso a vitória foi ainda mais especial. Estou muito feliz porque surfei do jeito que eu tinha planejado e deu tudo certo. É totalmente diferente você surfar no mar, mas foi muito legal o evento. Acho que é a melhor onda de alta performance que já surfamos e é bom sentir que estamos no mesmo nível dos outros caras. Temos mais três eventos pela frente para fechar o ano e espero seguir neste ritmo até o fim”.

No formato especialmente criado para o Surf Ranch Pro, com cada competidor tendo três chances de pegar uma esquerda e uma direita, para computar a maior nota surfando de frontside e de backside, os dois melhores do Qualifying festejaram os títulos no domingo, Gabriel Medina e Carissa Moore. A havaiana também foi imbatível na piscina, igualmente deixando a líder do ranking, Stephanie Gilmore, em segundo lugar. Gabriel e Filipe centralizaram a batalha final desde a primeira apresentação de cada um, com Medina sempre sendo o último a entrar por ter feito a melhor campanha nas fases classificatórias.

Ele viu o japonês Kanoa Igarashi largar na frente e logo Filipe assumir a ponta com seu arsenal de manobras modernas e progressivas na direita, surfando longos tubos e finalizando com um aéreo para ganhar 8,33 e totalizar 15,16 pontos. Medina falhou na esquerda, mas arrebentou a direita ficando bem profundo nos dois tubos e também fechando a onda com um aéreo para tirar 8,73 e começar em terceiro lugar na primeira rodada.

Na segunda volta, o outro brasileiro no domingo decisivo, Miguel Pupo, conseguiu a maior nota nas esquerdas até ali. Mas, o 8,13 não foi suficiente para entrar na briga do título e Pupo terminou em quinto lugar no Surf Ranch Pro, seu melhor resultado substituindo os tops contundidos esse ano. Já Filipe Toledo levantou a torcida na onda que arrancou a maior nota do Surf Ranch Pro – 9,80 – com seu ataque aéreo na direita. Foram três, mandando dois incríveis alley-oops nas saídas dos tubos para aumentar a vantagem na liderança. Mas, ainda tinha uma nota baixa na esquerda, 6,83, para trocar na última volta.

A grande vantagem que Filipe Toledo tinha construído, caiu agora para 4.100 pontos. Assim como no Surf Ranch Pro, Medina é o único que poderá lhe tirar a lycra amarela do Jeep Leaderboard na próxima etapa. Mas, só consegue ultrapassar os atuais 49.785 pontos de Filipe se chegar nas quartas de final do Quiksilver Pro France. Se Filipe passar uma bateria em Hossegor, Medina já precisará ser semifinalista. Filipe se garante na ponta se também passar para as semifinais, mesmo que Medina vença o evento outra vez.

Com o australiano Julian Wilson ficando mais distante, a batalha do título nestas três últimas etapas do ano fica cada vez mais centralizada em Filipe Toledo e Gabriel Medina. O potiguar Italo Ferreira terminou em 13.o no Surf Ranch Pro e segue em quarto no ranking, mas já está quase 20.000 pontos do líder. Além dele, mais quatro brasileiros estão no grupo dos 22 primeiros que permanece na elite do CT para o ano que vem, o catarinense Willian Cardoso em 12.o lugar, o cearense Michael Rodrigues em 16.o, o campeão mundial Adriano de Souza em 18.o e o mais jovem da “seleção canarinho”, o catarinense Yago Dora, em 21.o.

RESULTADO FINAL DO SURF RANCH PRO:

---------campeão=10.000 pontos e vice=7.800 pontos:

01: 17,86 – Gabriel Medina (BRA) com 9,13=E e 8,73=D

02: 17,03 – Filipe Toledo (BRA) com 7,23=E e 9,80=D

---------os 2 que ficaram em 3.o lugar com 6.085 pontos:

03: 16,27 – Kelly Slater (EUA) com 7,67=E e 8,60=D

04: 15,77 – Kanoa Igarashi (JPN) com 7,60=E e 8,17=D

---------os 4 que ficaram em 5.o lugar com 4.745 pontos:

05: 15,40 – Owen Wright (AUS) com 7,43=E e 7,97=D

06: 15,37 – Julian Wilson (AUS) com 6,57=E e 8,80=D

07: 15,07 – Sebastian Zietz (HAV) com 7,17=E e 7,90=D

08: 12,96 – Miguel Pupo (BRA) com 8,13=E e 4,83=D

RESULTADO FINAL DO FEMININO:

---------campeã=10.000 pontos e vice=7.800 pontos:

01: 17,80 – Carissa Moore (HAV) com 8,60=E e 9,20=D

02: 16,70 – Stephanie Gilmore (AUS) com 7,83=E e 8,87=D

---------as 2 que ficaram em 3.o lugar com 6.085 pontos:

03: 16,57 – Lakey Peterson (EUA) com 8,37=E e 8,20=D

04: 14,77 – Caroline Marks (EUA) com 7,40=E e 7,37=D

TOP-22 DO JEEP LEADERBOARD – RANKING WSL 2018 – após 8 etapas:

01: Filipe Toledo (BRA) – 49.785 pontos

02: Gabriel Medina (BRA) – 45.685

03: Julian Wilson (AUS) – 37.125

04: Italo Ferreira (BRA) – 31.825

05: Owen Wright (AUS) – 29.485

06: Jordy Smith (AFR) – 27.275

07: Wade Carmichael (AUS) – 26.970

08: Kolohe Andino (EUA) – 24.690

09: Kanoa Igarashi (JPN) – 24.530

10: Michel Bourez (TAH) – 24.370

11: Mikey Wright (AUS) – 22.530

12: Willian Cardoso (BRA) – 22.245

13: Jeremy Flores (FRA) – 21.610

14: Conner Coffin (EUA) – 21.060

15: Griffin Colapinto (EUA) – 20.365

16: Michael Rodrigues (BRA) – 20.270

17: Adrian Buchan (AUS) – 19.000

18: Adriano de Souza (BRA) – 18.180

19: Ezekiel Lau (HAV) – 17.875

20: Sebastian Zietz (HAV) – 17.780

21: Yago Dora (BRA) – 16.735

22: Frederico Morais (PRT) – 15.945

--------outros brasileiros:

23: Tomas Hermes (BRA) – 14.005 pontos

28: Jessé Mendes (BRA) – 10.375

31: Ian Gouveia (BRA) – 9.130

33: Miguel Pupo (BRA) – 8.090

37: Wiggolly Dantas (BRA) – 4.170

38: Caio Ibelli (BRA) – 3.360

39: Alejo Muniz (BRA) – 1.665

43: Deivid Silva (BRA) – 420

TOP-10 DO JEEP LEADERBOARD FEMININO – 8 etapas:

1.a: Stephanie Gilmore (AUS) – 61.175 pontos

2.a: Lakey Peterson (EUA) – 54.260

3.a: Tatiana Weston-Webb (BRA) – 41.415

4.a: Carissa Moore (HAV) – 41.235

5.a: Caroline Marks (EUA) – 37.000

6.a: Johanne Defay (FRA) – 36.540

7.a: Sally Fitzgibbons (AUS) – 32.270

8.a: Nikki Van Dijk (AUS) – 29.270

9.a: Tyler Wright (AUS) – 28.970

10.a: Coco Ho (HAV) – 26.305

11.a: Silvana Lima (BRA) – 25.915


@WSL / Kelly Cestari
Gabriel Medina é o campeão do Surf Ranch Pro

Os quatro melhores