Sexta-feira , 31 Outubro 2014
Breaking News

Distrito de Ingleses tem novo intendente

“Ingleses é uma grande casa desarrumada”. Assim o novo gerente da Intendência Regional dos Ingleses, Adriano Flor, que deixou a iniciativa privada onde trabalhava por mais de 20 anos, para assumir o cargo no início de janeiro definiu o bairro. “O poder público precisa dar mais atenção para o distrito. Temos muitos problemas que necessitam serem resolvidos com a máxima urgência” afirmou Adriano, em entrevista exclusiva concedida ao Folha do Norte da Ilha, no dia 6 de fevereiro.

Adriano tem muitos desafios pela frente

Entre os problemas mais graves detectado pelo novo intendente estão os esgotos clandestinos ligados por moradores nas rede pluviais, construções irregulares e sistema viário. Adriano explicou que o problema do esgoto é de competência da vigilância sanitária do município. Ele concorda que é necessário realizar uma grande fiscalização principalmente na região do Sítio do Capivari, onde o problema é maior. “Não consigo admitir o estado em que se encontra o Rio Capivari, totalmente poluído. Quando eramos garoto, a gente não ia na praia tomava banho no rio”, lembra.

O representante da prefeitura explica que os intendentes precisam ter mais autonomia para resolver alguns problemas, sem ter que estar solicitando coisas que poderiam ser resolvidas rapidamente. Adriano está com uma reunião marcada com o Secretário de Obras João Amin, onde irá expor todos os problemas detectados por ele, em suas andanças pelo distrito.

Outro ponto que necessita de uma atenção é o sistema viário. Com a construção de um novo acesso ligando a Rua João Nunes Vieira com a SC-403, a saída da João Gualberto se tornou muito perigosa e para variar não existe nenhum tipo de sinalização no local. “Já estamos providenciando uma solução para minimizar o problema já que o movimento no local é intenso, principalmente nos horários de pico”, explica.

Outro setor que precisa ser fiscalizado com o máximo rigor são as obras da construção civil. É muito grande o número de construções irregulares ou fora dos padrões exigidos pelo código de posturas do município. Como a fiscalização é pouca, construções estão sendo erguidas de qualquer jeito. Só para exemplificar, no Sítio de Baixo, um prédio que já está no segundo piso deixou um espaço mínimo para estacionamento, já que tem uma sala comercial na parte térrea. “Estas construções precisam ser fiscalizadas com rigor e no início das obras. Esse é o tipo de autonomia que o intendente precisa”, argumenta Adriano.
Quanto a infraestrutura encontrada na intendência, o novo intendente disse que precisa de alguns ajustes para o trabalho fluir melhor e melhorar o atendimento à comunidade. Para realizar os trabalhos de manutenção e obras, a intendência conta com uma caçamba, um caminhão baú, uma máquina e um carro para deslocamentos, que se encontra na manutenção. Quanto ao material humano, é necessário mais operários de serviços gerais e calçeteiros para o trabalho fluir melhor.

Todas essa melhorias sugeridas pelo novo intendente serão mostradas ao secretário João Amin, que estará visitando a intendência nos próximos dias.

Da redação: Textos e fotos Gilberto Gonçalves/FN

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>